1 de fev de 2016

Como descartar lâmpadas econômicas?

Por sua maior eficiência energética e pelo apelo ambiental, trocamos as lâmpadas incandescentes pelas lâmpadas fluorescentes compactas em nossas casas. No trabalho, as lâmpadas fluorescentes tubulares há muito fazem parte de qualquer atividade. A eficiência energética, porém, veio acompanhada de um grande problema: a contaminação por mercúrio de solo, água e consequentemente peixes, alimento exaltado por suas características saudáveis. 


Este resíduo perigoso está sendo tratado nos temas de logística reversa e empresas se adaptam a pagar pelo seu correto descarte por força de legislação, mas e nós usuários, como devemos descartá-lo.


A legislação de vários estados obriga revendedores e comerciantes a disponibilizar recipientes adequados para o produto e providenciar o descarte em local apropriado ou enviá-los para reciclagem. Os estabelecimentos que servirão de pontos de coleta deverão afixar, em locais visíveis e de modo explícito, informações para alertar e conscientizar usuários sobre a importância e a necessidade do descarte correto das lâmpadas para evitar a contaminação do meio ambiente e garantir a proteção da saúde humana. Mas o que fazer quando quebram acidentalmente?


Confira os procedimentos recomendados pela ABilumi:

VENTILAÇÃO
Logo após o acidente, abra todas as portas e janelas do ambiente, aumentando a ventilação.
Ausente-se do local por, no mínimo, 15 minutos.
Retire pessoas e animais do ambiente e NÃO permita que andem na área afetada.
Caso tenha ar condicionado, desligue-o durante esse período.

LIMPEZA
Após 15 minutos, colete os cacos de vidro e coloque-os em saco plástico.
Não use equipamento de aspiração para a limpeza.
Procure utilizar luvas e avental para evitar contato do material recolhido com a pele.
Use fita adesiva para retirar pedaços menores do chão e móveis.
Com a ajuda de um papel umedecido, colete os pequenos resíduos que ainda restarem.
Descarte a fita adesiva e o papel dentro de um saco plástico e feche-o.
Coloque todo o material dentro de um segundo saco plástico.
Lacre o saco plástico, evitando a contínua evaporação do mercúrio liberado.

O QUE FAZER COM OS RESTOS
1.Coloque o material recolhido, do lado de fora da casa, numa caixa identificada, separada do lixo normal.
2. Logo após o procedimento, lave as mãos com água corrente e sabão.

Lâmpadas intactas devem ser descartadas da mesma maneira, embaladas adequadamente para evitar quebra. Uma prática que a gente precisa adotar.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário